Campanha “Dois Bichos” leva equipes da secretaria de Saúde às escolas de Ubatuba

Campanha “Dois Bichos” leva equipes da secretaria de Saúde às escolas de Ubatuba

As equipes da Vigilância em Saúde e de Estratégia de Saúde da Família de Ubatuba começaram nesta semana a campanha “Dois Bichos”, realizada em sete escolas da rede municipal. A ação tem o objetivo de identificar casos suspeitos de hanseníase e verminoses e encaminhar para tratamento, bem como conscientizar alunos, responsáveis, professores e demais funcionários sobre os sinais e sintomas dessas doenças e as formas de se proteger contra elas.

Para isso, são feitas palestras explicativas e uma escuta individual de cada estudante, bem como o preenchimento de ficha informativa de autoimagem e a realização de exames de contato para detecção de casos novos de hanseníase.

A hanseníase ou Mal de Hansen é uma doença causada pelo bacilo chamado Mycobacterium leprae e afeta os nervos e a pele. Se não for tratada, pode causar deformidades que muitas vezes levam ao isolamento social dos pacientes e à discriminação.

Já foram visitadas as escolas Padre José de Anchieta, no Sumaré (5/6), Prof. José de Souza Simeão, no Taquaral (6/6), Profª Maria da Cruz Barreto, no Perequê-Mirim, e João Alexandre, no Sesmarias (7/6) e mais de 450 alunos foram avaliados. Desse total, 14 apresentam manchas suspeitas e irão passar por avaliação médica na unidade de saúde do bairro. Também serão visitadas as escolas Nativa Fernandes de Faria (8/6), no Sertão da Quina, a escola da aldeia indígena Renascer, no Corcovado (8/6), e a EM José Belarmino Sobrinho, no Puruba (12/6). As áreas escolhidas são as de maior vulnerabilidade social e de risco elevado para essas doenças.