Poder Executivo

Todos os postos de saúde farão atendimento a suspeitas de dengue, zika e chikungunya

Todos os postos de saúde farão atendimento a suspeitas de dengue, zika e chikungunya

O verão chegou e tanto moradores quanto turistas da cidade de Ubatuba devem estar atentos a sintomas de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, como a dengue, a febre chikungunya e o zika.

A Secretaria de Saúde de Ubatuba informa que, diferentemente de outros anos, neste verão 2015-2016 todas as unidades de saúde do município estão aptas a fazer o atendimento a casos suspeitos dessas doenças.

A principal preocupação é com a epidemia de dengue que, em sua forma mais grave, pode levar à morte. Como nos dois últimos anos, Ubatuba quer repetir a marca de nenhum óbito por dengue.

Todas as unidades agora contam com equipes de saúde da família (ESF) completas, que acolhem os casos suspeitos e fazem o registro das informações do paciente em cartão apropriado de acompanhamento e monitoramento dos casos.

Sintomas e orientações

Tanto a dengue, como o zika e o chikungunya apresentam ao início características comuns como febre, coceira, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dor no corpo e nas juntas (articulações) e manchas vermelhas pelo corpo. Na presença desses sintomas, a recomendação é dirigir-se à unidade de saúde mais próxima de sua casa ou local de hospedagem.

É importante que o paciente com suspeita de dengue siga todas as orientações médicas e volte à unidade básica de saúde para realizar o exame sorológico e ter o diagnóstico correto sobre de qual doença se trata.

Além de procurar a unidade de saúde mais próxima de sua casa, turistas ou moradores da cidade com suspeita de dengue devem manter repouso absoluto, beber muitos líquidos (água, chás, sucos, soro caseiro ou de reidratação oral), comer alimentos frescos e evitar gorduras.

Medicamentos à base de salicilatos como aspirina ou AAS não podem ser tomados sob risco de agravamento de hemorragias decorrentes da doença. Em casos suspeitos, é importante que o paciente evite a transmissão do vírus para pessoas próximas, seja no local de moradia, seja no trabalho. Para isso, é importante o uso de repelentes, mosquiteiros, calças ou blusas de manga comprida.

Atenção especial às gestantes

A associação do vírus zika com casos de microcefalia em fetos também coloca em alerta as equipes de saúde da família. A recomendação é que mulheres gestantes procurem o quanto antes a unidade de saúde mais próxima para realizar o pré-natal, fazer todos os exames solicitados e relatar qualquer alteração que perceberem durante a gestação como, por exemplo, a presença de manchas vermelhas no corpo. O uso de repelentes e de blusas com manga comprida são medidas adicionais de prevenção do contato da gestante com o mosquito Aedes aegypti.

Funcionario