Poder Executivo

Estado de alerta: Nova Avaliação de Densidade Larvária fica em 3,3%

Estado de alerta: Nova Avaliação de Densidade Larvária fica em 3,3%

O setor de Controle de Endemias da Secretaria de Saúde de Ubatuba finalizou uma nova Avaliação de Densidade Larvária (ADL) do município, que apontou taxa de 3,3% de infestação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, Zika, Chikungunya e febre amarela. O trabalho de coleta de amostras aconteceu durante todo o mês de outubro e abrangeu 1.262 imóveis em diferentes bairros da cidade.

Os dados apresentados deixam o município em estado de alerta. Para entender melhor, o Ministério da Saúde possui três classificações: até 1,0% o resultado é satisfatório; de 1,1% a 3,9% é estado de alerta; e acima de 4,0% é considerado alto risco para epidemia de doenças arboviroses.

Ao longo de 2023, o município registrou ADL de 1,3 em julho; índice de 2,7 no mês de abril; e avaliação de 2,0 em janeiro. O objetivo da Avaliação de Densidade Larvária é identificar áreas com maior incidência de larvas do mosquito e atuar na prevenção de novos casos de arboviroses.

Também fazem parte das medidas preventivas contra o mosquito Aedes aegypti os mutirões realizados constantemente na cidade, os serviços de nebulização em áreas de registros positivos de dengue, Zika, Chikungunya ou febre amarela, as orientações sobre eliminação de criadouros do mosquito, mantendo a limpeza frequente dos imóveis e caixas d’água, não deixando água parada em pneus, vasos de plantas, garrafas ou outros recipientes que possam acumular água, entre outras ações como propagandas em rádios, distribuição de panfletos explicativos e colocação de faixas pela cidade.

/* * VLibras */