Poder Executivo

Defesa Civil capacita cidades do Vale e Litoral para atuar no verão

Defesa Civil capacita cidades do Vale e Litoral para atuar no verão

O Teatro Municipal Pedro Paulo Teixeira Pinto recebeu, na manhã de sexta-feira,19, 114 agentes representantes das Defesas Civis do Vale do Paraíba e Litoral Norte para receberem o treinamento “Operação Chuvas de Verão 2021/2022”, promovido pela Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil do Estado.

De 39 municípios que compõem a RM Vale, 28 marcaram presença e puderam assistir palestras sobre a Rede Estadual de Emergência de Radioamadores e sobre o Programa Acolhe São Paulo. Posteriormente, foram promovidas ações de treinamento prático, como manuseio de botes infláveis, operação de motosserra e, no período da tarde, vistoria de campo com procedimento de identificação de riscos e instruções sobre atuação em caso de iminência de desastres.

Abertura

No início do evento, o secretário-Chefe da Casa Militar e Coordenador Estadual de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Monclus Romanek, deu as boas-vindas e destacou a importância da data, que reuniu efetivo, equipamento e treinamento, se consolidando em conhecimento sobre o sistema da Defesa Civil.

“Quando houver qualquer tipo de desastre, qualquer intempérie, os senhores estarão preparados e nada melhor do que a técnica amparada por todo conceito tácito que vocês terão com o treinamento. Não adianta recebermos os equipamentos e não sabermos usar. Não adianta estar presente em uma ocorrência e não saber o que fazer”, comentou Romanek. Ele ainda destacou a união e harmonia da atuação das Defesas Civis dos municípios do estado, alinhadas no discurso de “fazer o bem, de prover atos de humanidade. Não são todas as pessoas que saem de casa e vão ao encontro de desastres para ajudar o próximo, mas aqui nós temos essas pessoas. Isso nos enche de orgulho”, complementou.

O diretor de Gestão da Defesa Civil Municipal, Ricardo Domingos Gil, comentou sobre a trajetória da Defesa Civil em Ubatuba até o dia do treinamento. “ Foram 10 meses e 19 dias construindo do nada e, hoje, nós temos tudo. Isso é uma realidade, basta ter boa vontade. Hoje nós temos um endereço, dignidade para nossos funcionários e uma base para oferecer suporte para todo e qualquer desastre. Esse curso vai nos preparar e capacitar, mas buscamos isso cada dia mais, porque o aprendizado é diário. Estamos sempre nos informando e nos atualizando para que a gente possa atender os munícipes de norte a sul da nossa cidade”, afirmou.

O coordenador regional do Vale e Litoral, Wander Vieira, falou sobre o aparelhamento das Defesas Civis da região que, assim como em todo estado, é considerado inédito. “Não é apenas entregar uma viatura, é mais do que isso. É dar expectativa para que os agentes da Defesa Civil, que estão na linha de frente, possam atender, com excelência, a toda e qualquer ocorrência”, garantiu.

A prefeita Flavia Pascoal recordou as ocorrências do início do ano, em que as fortes chuvas atingiram diversas localidades e famílias e reforçou a importância desse aparelhamento e da atuação do órgão no município. “Estamos sentindo, desde o primeiro dia, a importância da Defesa Civil no município. Quando o Wander me disse que iríamos sediar esse evento, eu falei que poderia contar conosco, pois mais do que ninguém, eu posso dizer como vocês são essenciais”, frisou a prefeita.

Riscos

O técnico do Instituto de Pesquisa Ambiental da secretaria estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, Eduardo de Andrade, aproveitou a ocasião para reforçar o procedimento de análise de riscos em vistorias de campo. Todos os participantes foram direcionados para o Jardim Ipiranga, onde puderam fazer um exercício prático de percepção de risco, avaliando fatores como componentes que podem oferecer perigo à comunidade e a vulnerabilidade, trabalhando com probabilidade, possibilidade, prevenção e precaução.

Saiba mais sobre o aparelhamento da Defesa Civil aqui.

 

/* * VLibras */