Prefeitura alerta para aumento de casos de dengue

Prefeitura alerta para aumento de casos de dengue

A Vigilância em Saúde de Ubatuba informa que, até a manhã desta terça-feira, 12, já foram confirmados um total de 37 casos de dengue – 35 autóctones e dois importados – e outros 146 casos suspeitos, que aguardam resultado de exames. A maior parte teve como local provável de infecção o Perequê-Mirim.

Uma série de medidas para enfrentar uma provável epidemia de dengue já estão em andamento. A primeira é a intensificação do combate aos criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor das chamadas arboviroses, que incluem a dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

Mutirões já foram feitos nos bairros do Taquaral e Ipiranguinha. No próximo sábado, 16, o foco será a região do Perequê-Mirim. As equipes da saúde percorrerão todo o bairro, tanto do lado praia quanto do sertão, bem como os morros da Judite, Mangueira e Jacatirão.

Com a provável elevação do número de casos de dengue na cidade, a secretaria de Saúde também dá sequência ao plano de contingência das arboviroses, que prevê medidas a desencadear em cada momento tais como o reforço ao suporte laboratorial nos pronto-atendimentos (PAs), a abertura de outros PAs em bairros com maior incidência de dengue e também a inserção dos exames NS1 nos PAs.

Cuidados

Febre, dor no corpo, dor em torno dos olhos e prostração são alguns dos sintomas da dengue e de outras doenças virais. Caso apareçam, é necessário procurar o serviço de saúde para ser avaliado por um profissional da medicina, uma vez que há a circulação do vírus da dengue no município.

Caso o paciente já tenha passado por uma avaliação e seja classificado com suspeita de dengue, é importante aumentar a hidratação, com a ingestão de muitos líquidos e de sais de reidratação; manter repouso e ficar alerta para sinais de agravamento, como dor abdominal. Um adulto saudável deve tomar pelo menos dois litros de água por dia, já um paciente com suspeita de dengue, deve ingerir pelo menos seis litros de água ou isotônico por dia. Em caso de dor abdominal ou sangramento, deve-se retornar ao serviço para outra avaliação. É necessário ainda realizar todos os exames nos prazos indicados.

Outro cuidado é com a medicação: nenhum medicamento com ácido acetilsalicílico, como aspirinas, deve ser utilizado. Na consulta médica, é necessário perguntar qual o analgésico e antitérmico recomendado em caso de dengue.

Medidas adicionais são o uso de repelentes e roupas com manga comprida para evitar picadas do mosquito. A prevenção se completa com a eliminação de criadouros do mosquito:  recipientes que possam acumular água devem ser eliminados, cobertos ou mantidos com a boca para baixo. Isso inclui ralos externos, calhas, caixas d’água, reservatório de água pluvial (chuva), prato de vasos de plantas e mesmo o reservatório de degelo da geladeira.