Poder Executivo

Fundart comemora importantes conquistas em dois meses da atual gestão

Fundart comemora importantes conquistas em dois meses da atual gestão

Sob nova administração há dois meses, a Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba (Fundart) está empenhada em fortalecer a gestão cultural no município. O atual presidente, Luiz Bischof –  juntamente com o diretor cultural, Paulo Motta, e a família Fundart – tem trabalhado incansavelmente para atender às demandas da instituição.

Muitas ações têm sido realizadas no dia a dia da Fundação, algumas corriqueiras, outras de extrema importância, porém todas visam acolher demandas apontadas pelos Conselhos, Tribunal de Contas do Estado e até mesmo por seus funcionários efetivos.

Entre as realizações, destacam-se a revisão da Lei nº 3720/2013, que dispõe sobre a reestruturação da Fundart, e o encaminhamento de um processo seletivo para suprir as deficiências no quadro de funcionários, com previsão para o início de 2024.

Outra grande conquista durante os últimos 60 dias foi a destinação de 2 milhões de reais anunciada pelo vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, para dar continuidade ao projeto de restauro do Sobradão do Porto, um tesouro histórico e cultural não apenas de Ubatuba, mas também para o estado de São Paulo e Brasil. A necessidade do investimento foi apresentada em uma reunião em Brasília (DF) por Bischof e pelo prefeito Marcio Maciel (MDB), acompanhados ainda do Secretário de Assistência Social, Luiz Augusto Rocha e do procurador Cícero Assunção.

Além do Sobradão do Porto, o prédio da “Cadeia Velha”, sede do Museu Histórico Washington de Oliveira, também passará por obras para sanar problemas crônicos, utilizando uma verba de 153 mil reais disponível em conta da prefeitura desde 2019, e cujo processo foi retomado na gestão atual, conforme o processo SC/13359/2023.

O Teatro Municipal também está passando por uma revitalização completa, incluindo reparos no sistema de calhas e gesso do teto, manutenção do sistema de ar-condicionado, além de instalação de sistemas de segurança e um novo estudo para readequação da fachada, conforme orientações do Ministério Público Federal, Iphan e Condephaat. Para elaboração deste projeto de readequação, a presidência da Fundart realizou três viagens a São José dos Campos com a presença da arquiteta responsável, Silvânia Rodrigues.

Para suprir os anseios dos produtores, agentes e fazedores de cultura, a Fundação lançou neste mês de outubro os editais vinculados à Lei Complementar 195/2022, mais conhecida como “Lei Paulo Gustavo”, disponibilizando mais de 943 mil reais para o setor cultural no município.

Essas e outras muitas ações que vêm sendo realizadas no decorrer desses dois meses de nova gestão reafirmam o compromisso e a responsabilidade da Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba em promover o desenvolvimento cultural no município, visando atender às demandas e aos anseios do setor.

/* * VLibras */