Dia Mundial do Meio Ambiente tem palestras, caminhada, teatro e dança

Dia Mundial do Meio Ambiente tem palestras, caminhada, teatro e dança

Uma sessão solene com a presença do prefeito de Ubatuba, Délcio Sato (PSD), do vice-prefeito Jurandir de Oliveira Veloso “Pelé” , do vereador Rochinha do Basquete (PTB) e de diversos membros da equipe de secretários municipais, além de representantes da sociedade civil, abriu a programação do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado nesta terça-feira, 5 de junho.

Wilber Cardozo, secretário de Meio ambiente de Ubatuba, agradeceu a todos os participantes e às equipes que trabalharam para construir a programação do dia, que integra o VIII Festival da Mata Atlântica (Fema). Iniciado em 27 de maio, Dia Nacional da Mata Atlântica, o VIII Fema vai celebra também os Dias Mundiais do Meio Ambiente e dos Oceanos (8/6).

Durante a cerimônia, o prefeito Sato fez a entrega formal do termo de aditivo n. 05 ao convênio n. 172/2014, estabelecido entre a Prefeitura de Ubatuba e a Fundação Centro Brasileiro de Proteção e Pesquisa das Tartarugas Marinhas – Pró Tamar. O termo prorroga até 8 de novembro de 2018 o contrato de apoio ao desenvolvimento de atividades previstas no plano de trabalho do Tamar.

O prefeito destacou a importância da participação da sociedade e de cada indivíduo na preservação do patrimônio natural e da responsabilidade coletiva na superação dos problemas enfrentados. Ele lembrou também os esforços que vêm sendo feitas pela Prefeitura para tornar Ubatuba a capital nacional da Mata Atlântica.

Henrique Becker, representante do Projeto Tamar no evento, ressaltou que o trabalho de preservação das tartarugas marinhas, feito em parceria com a comunidade de pescadores, já teve como resultado positivo o aumento do número de espécimes em Ubatuba. “Trata-se de um trabalho contínuo, que exige apoio permanente”, destacou Becker.

A manhã também incluiu a tradicional caminhada ecológica, organizada pela EMEI Idalina Graça, que chegou à sua 13ª edição, a apresentação musical “Filhos do Brasil”, do Projeto Juntos Pode Crê, doação de mudas de plantas nativas da Mata Atlântica, bem como palestras sobre o trabalho da Polícia Ambiental e sobre direito ambiental e sustentabilidade.