II Semana do Direito à Educação Inclusiva terá palestras, caminhada e plantio comemorativo

II Semana do Direito à Educação Inclusiva terá palestras, caminhada e plantio comemorativo

Ubatuba realiza, de 17 a 21 de setembro, a II Semana do Direito à Educação inclusiva. A iniciativa está de acordo com o cumprimento da Lei Municipal 4000/17, que estabelece que a programação seja composta por palestras proferidas por profissionais da área, depoimentos e exposições relativas ao tema.

De acordo com a chefe da seção de Educação Especial, psicopedagoga Maria de Lourdes Teixeira – Malu, a ideia para a composição do evento em 2018 foi agregar pessoas já conhecidas / profissionais da área, que atuam na cidade, com conhecimento específico para falar sobre o assunto a fim de ampliar a visão da comunidade quanto à educação especial.

A abertura contará com uma palestra com Cristiano Camargo, que recebeu o diagnóstico de autismo aos quatro anos e hoje escreve diversos livros sobre suas experiências, reforçando, inclusive, em sua última obra, que o “autismo não é doença, e sim, uma diferente natureza de ser.”

Segundo à organização, o objetivo das atividades é agregar valor sobre à educação especial, incentivando a pessoa a entender as possibilidades que a educação inclusiva traz, bem como seus direitos e deveres.

“A proposta também vem como um alento aos profissionais, que ainda enfrentam dificuldades no desenvolvimento dos trabalhos no setor, visto que se trata de um objeto de estudo muito novo, com apenas 18 anos, mas que vem crescendo e se consolidando paulatinamente. Esse é o trabalho que a equipe multidisciplinar vem trazendo – enfrentar questionamentos de como lidar com criança, a família e o ‘luto’ que, muitas vezes, essa família traz perante o diagnóstico”, explicou Malu.

Na programação, também consta uma peça de teatro, direcionada, preferencialmente, aos alunos com necessidades educacionais especiais (que receberão os convites nas escolas), que vai trabalhar a inserção social. “O próprio ambiente do Teatro está se preparando para receber esse público diferenciado. A sociedade precisa entender que são pessoas que apresentam sistemas neurobiológicos diferentes, mas que precisam fazer parte de um todo”, frisou a psicopedagoga.

Está prevista, ainda, uma mesa com as entidades de Ubatuba, que vão discutir o que o município pode fazer para implantar melhorias referentes ao tema. “Provavelmente, não será possível atender todas as solicitações de imediato. Mas o importante é ouvi-las e identificar os focos para que, gradativamente, possamos nos mobilizar”, acrescentou

Uma mesa jurídica foi programada para esclarecimentos, pois a maioria das pessoas não conhece as legislações que preveem direitos e deveres, e a discussão é um meio de viabilizar informações a mais para esse público.

O último dia, 21, contará com uma caminhada pela região central de Ubatuba e, como encerramento, às 15 horas na sede da Secretaria Municipal de Educação, será feito o plantio comemorativo de um ipê, que representa o tema da semana “Quando Florescem os Ipês”, fazendo alusão ao acontecimento anual, que é a semana, pois o ipê só floresce uma vez ao ano.

Confira a Programação Completa:

OFICIAL