Poder Executivo

Equipe de natação de Ubatuba realiza treino em águas abertas

Equipe de natação de Ubatuba realiza treino em águas abertas

A equipe de treinamento e aperfeiçoamento da natação da Piscina Municipal de Ubatuba realizou nesta sexta-feira, 14, um treino em águas abertas. A equipe conta com atletas de 8 a 16 anos de idade, e está realizando treino no mar para participar da maratona aquática em Itupeva.

O treinador Antônio Pinto explicou que o objetivo de treinar no mar é conseguir ter um trabalho de resistência mais contínuo do que na piscina. “Estamos no período de base, momento em que aumentamos o volume do treino. O mar ajuda bastante porque não permite muitas pausas. É o momento de adaptar as crianças às provas de maratonas aquáticas”.

Todos os alunos irão participar de competições. “Este treinamento ajuda identificar se o aluno tem algum trauma relacionado ao mar ou medo de estar no fundo. Na piscina como a gente enxerga muito o chão, tem sempre essa segurança e eles ficam mais à vontade, já no mar tende a ser um pouco diferente”. Obrigatoriamente, todos os alunos que participam do treino na equipe, participarão de competições.

“Natação é tudo! Saúde, amizade, na natação ele tem bons amigos e o professor Antônio que é excelente professor. Depois que começou com as competições ele tem mais disciplina, postura, melhor alimentação”, afirmou, Lucília da Conceição, mãe de Vitor Rodrigues Danas, aluno que começou a praticar natação por problemas respiratórios.

“No começo eu tinha problema de rinite e sinusite e com a natação eu passei a respirar melhor”. Ele contou também a diferença entre treinar no mar ou na piscina municipal. “Eu gosto bastante do treino no mar porque é um lugar mais aberto, eu consigo treinar melhor, e que é muito legal vir aqui. É totalmente diferente, tem as correntezas, lá na piscina é bem mais parado e eu nado só reto, e aqui tem como olhar mais a paisagem”, contou Vitor.

Ana, mãe do atleta Diego Jesus mencionou que ele começou no treinamento no final do ano de 2021. “Pra mim mudou muita coisa em casa com ele. Ele pegou amor aos estudos, se dedica muito mais. Ele não é de acordar cedo, mas vem 7h nadar tranquilamente, então na vida do Diego fez toda a diferença, disciplina na escola e com horário na piscina”.

Diego Jesus completou a fala da mãe dizendo que foi a primeira vez que ele treinou com a equipe no mar. “Eu já treinava na minha tia, mas achei bem legal. Mudou bastante coisa, aprendi nadar bastante e estou ansioso pra começar a competir”.

Angélica de Carvalho, mãe da Maria Clara Salvador de Aquino, fechou falando sobre a importância do esporte no desenvolvimento do adolescente. “O esporte pra ela e pra mim é tudo! Elas passam sossegadas pela adolescência, tem amizades, vão super bem na escola e tem a socialização”.

Natação nas competições

A equipe participa de uma média de quatro a seis maratonas aquáticas no ano. “Por muito tempo nem era o foco da equipe, a nossa equipe era mais velocista e a maratona aquática é mais de fundo. Mas agora temos feito uma transição, os atletas tem se mostrado mais aptos e também com mais vontade de participar dessas provas de maratona aquática, então a gente foca um pouco mais nesse treinamento”. Por ano a equipe participa em média 18 a 20 competições.

No ano de 2021, as competições voltaram acontecer já no final do ano, e a equipe representou o município de Ubatuba em cinco provas de maratonas aquáticas, sendo destaque e obtendo boa colocação em todas elas.

 

/* * VLibras */