Nota de esclarecimento – Febre amarela

Nota de esclarecimento – Febre amarela

A Prefeitura Municipal de Ubatuba vem a público prestar esclarecimentos à população sobre a febre amarela:

  1. Não há nenhuma vítima fatal da doença no município. Até o presente, temos apenas um caso confirmado de febre amarela silvestre e um caso suspeito. Ambos já estão bem e em casa. Os moradores afetados estiveram no início do ano em cidades de Minas Gerais consideradas áreas endêmicas da doença, ou seja, áreas geográficas reconhecidamente de transmissão para a febre amarela.
  1. Ubatuba não é área endêmica de febre amarela. Por isso, a vacina é recomendada apenas para quem vai viajar a regiões endêmicas ou para quem vive nesses locais. A vacina deve ser tomada com 10 dias de antecedência da viagem para que a imunização tenha efeito. Aquele que já tiver sido vacinado deverá tomar uma segunda e última dose de reforço somente após 10 anos da primeira dose.
  1. Várias medidas preventivas já foram tomadas pela Prefeitura de Ubatuba, por meio da Vigilância em Saúde, entre elas:

- o reforço da eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti nos bairros Centro, Taquaral, Figueira e Saco da Ribeira, por onde passaram ou circularam as duas pessoas com confirmação e suspeita de febre amarela

- a vacinação de 10 mil pessoas desses mesmo bairros

- a orientação junto às bilheterias de terminais rodoviários para que os viajantes a áreas endêmicas tomem a vacina com antecedência

- a orientação aos passageiros que voltam das áreas endêmicas para que estejam alertas caso apresentem sintomas da doença

- o acompanhamento pelas 24 equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF) do município de eventuais novos casos suspeitos e vacinação de quem manifesta que vai viajar para área endêmica em breve

- o contato com todos os órgãos ambientais para que estejam atentos caso apareçam primatas mortos nas áreas de parques e reservas do município

4. Frente a todas as iniciativas já realizadas, a partir desta quinta-feira, 2 de fevereiro, a vacinação em Ubatuba volta a ser fornecida somente para quem irá viajar a zonas endêmicas, sob agendamento, e em dias e horários específicos, conforme tabela anexa. A secretaria de Saúde de Ubatuba aguarda avaliação da secretaria de Saúde do Governo do Estado sobre a necessidade ou não de continuidade do bloqueio vacinal visto que em Ubatuba não há casos autóctones de febre amarela, que não apareceram novas suspeitas e a boa cobertura vacinal alcançada nos dias de realização do bloqueio.

  1. Reiteramos que não há motivos para alarde e pedimos tranquilidade à população, confiança no trabalho que vem sendo realizado pela Vigilância em Saúde e colaboração no sentido de eliminar criadouros do mosquito Aedes aegypti e de divulgar informações atualizadas, verificadas junto aos meios de comunicação oficiais da Prefeitura de Ubatuba.

Ubatuba, 1º de fevereiro de 2017

Locais e dias de vacinação contra febre amarela para quem vai viajar a áreas endêmicas*
Unidade de saúde Dia de vacinação Horário da vacinação
Araribá 5ª feira 8:30 as 13:30
Sertão da Quina 5ª feira 8:00 as 16:00
Maranduba 6ª feira 9:00 as 16:00
Lagoinha 3ª feira 9:00 as 15:00
Praia Dura 4ª feira 8:00 as 15:00
Rio Escuro** 5ª feira 8:00 as 14:00
Saco da Ribeira 4ª feira 8:00 as 15:00
Perequê Mirim 6ª feira 7:00 as 16:00
Itaguá 2ª feira 8:00 as 15:00
Estufa I 3ª feira 8:00 as 14:00
Estufa II 6ª feira 8:00 as 11:00/13:00 as 16:00
Estufa II – A 6ª feira 8:30 as 12:00/13:00 as 15:30
Sesmaria 5ª feira 8:30 as 15:30
Sumaré 6ª feira 9:00 as 11:00
Umuarama 5ª feira 8:00 as 12:00/13:00 as 16:00
Marafunda 3ª feira 8:00 as 11:00/13:00 as 16:00
Ipiranguinha 4ª feira 8:00 as 14:00
Jardim Carolina 5ª feira 8:30 as 15:30
Perequê Açu 2ª feira 8:00 as 15:00
Taquaral 6ª feira 8:00 as 16:00
Itamambuca 5ª feira 8:00 as 15:00
Puruba 5ª feira 8:00 as 15:00
Picinguaba 3ª feira 8:00 as 11:30
Camburi 4ª feira 8:00 as 11:30
Sertão do Ubatumirim 2ª feira 8:00 as 11:30
Corcovado 4ª feira 9:00 as 13:00
Almada 5ª feira 8:00 as 11:30
*Áreas geográficas reconhecidamente de transmissão da febre amarela. Ubatuba não é área endêmica da doença. **(Atualizada em 03.02/2017)
Fonte: Vigilância em Saúde de Ubatuba