Poder Executivo

Assistência Social inicia pré-conferências em aldeias da região norte

Assistência Social inicia pré-conferências em aldeias da região norte

A Secretaria de Assistência Social de Ubatuba inaugurou na manhã desta sexta-feira, 11, o processo rumo à I Conferência Municipal de Comunidades Tradicionais de Ubatuba com a realização da pré-conferência de indígenas guarani das aldeias Boa Vista, Rio Bonito e Akaray Mirim.

Realizado na Casa de Reza da Aldeia Boa Vista, o evento contou com a participação de representantes de diferentes secretarias municipais, incluindo Comunicação, Educação, Meio Ambiente, Pesca e Agricultura e Tecnologia da Informação.

O secretário da pasta, Anderson Paiva, agradeceu ao cacique Marcos Tupã pela acolhida, bem como a todo o empenho da equipe da Assistência Social, representada pelo sociólogo Uirá Freitas, e à prefeita Flavia Pascoal. “Temos o compromisso de continuar este projeto de diálogo com as comunidades tradicionais e de aproximação com o poder público municipal que vem sendo construídos desde março de 2021”, afirmou Paiva, que agradeceu também o empenho de Marcio Candido, ex-titular da pasta, presente à pré-conferência.

O cacique Marcos Tupã, da Aldeia Boa Vista, bem como as lideranças Ivanildes, da aldeia Rio Bonito, e Patrícia, da Akaray Mirim, deram as boas vindas aos participantes. “Agradecemos a iniciativa e atenção de todos os envolvidos na organização deste espaço de diálogo com as comunidades tradicionais indígenas, quilombolas e caiçaras”, destacou Tupã.

Nos debates em grupos, os participantes identificaram pontos positivos e negativos, refletiram sobre a origem de seus problemas, suas demandas, conquistas já obtidas, retrocessos e propostas para melhorar, ampliar ou criar soluções para questões em torno aos seguintes eixos temáticos:

I – Cultura e Identidade

II – Trabalho e Renda e Pesca Artesanal

III – Saúde e Saneamento Básico

IV – Educação, Inclusão Digital e Esportes e Lazer

V – Assistência Social e Soberania Alimentar e Nutricional

VI – Turismo, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável

VII – Infraestrutura e Direito ao Território

VIII – Transporte e Segurança Pública

O debate foi muito rico e diversas propostas foram feitas em cada eixo. Entre as sugestões, está a de ter internet pública na aldeia, políticas que promovam não apenas o acesso, mas também a permanência de estudantes indígenas no ensino médio ou superior, formações para que a própria comunidade produza e divulgue conteúdos como vídeos e podcasts sobre sua cultura e identidade, melhorias na infraestrutura do campo de futebol e saneamento, estradas e pontes e apoio à organização do turismo de base comunitária.

Outra preocupação bastante enfatizada é com o reconhecimento do território indígena pelo município e o avanço de construções não indígenas próximas à aldeia. “A necessidade de ampliar a área de amortecimento é um ponto a considerar na discussão do Plano Diretor”, afirmou o cacique Tupã.

O encontro encerrou com a eleição de delegados e delegadas das três aldeias para a conferência municipal, que acontecerá no dia 30 de abril, no Teatro Municipal.

Próximas pré-conferências

A Aldeia Indígena Renascer, no bairro do Corcovado, região sul do município, é a próxima a realizar sua pré-conferência, que acontecerá no dia 23 de fevereiro, às 9 horas.

Confira o calendário completo dos demais encontros:

23/02, às 09 horas: Aldeia Indígena Renascer

10/03, às 09h: Quilombo da Fazenda

11/03, às 17h: Quilombo da Caçandoca

18/03, às 18h: Comunidades Caiçaras do Centro

23/03, às 18h: Comunidades Caiçaras do Norte

25/03, às 13h: Quilombo do Sertão do Itamambuca

30/03, às 16h: Quilombo do Camburi

08/04, às 18h: Comunidades Caiçaras do Sul

/* * VLibras */