Poder Executivo

Escolas Municipais celebram Dia da Consciência Negra

Escolas Municipais celebram Dia da Consciência Negra

As escolas da rede municipal de ensino de Ubatuba, durante toda a semana, cumpriram uma extensa programação para celebrar o Dia da Consciência Negra. Desde a educação infantil ao ensino fundamental professores, pais e alunos participaram de oficinas, teatros, brincadeiras, rodas de músicas, danças, leituras entre outras atividades.

Uma das atividades mais apreciadas foi a confecção da boneca Abayomi, termo que significa ‘Encontro precioso’, em Iorubá, uma das maiores etnias do continente africano cuja população habita parte da Nigéria, Benin, Togo e Costa do Marfim.  Várias escolas fizeram oficinas para confecção da boneca, inclusive com a presença dos pais.

Rodas de músicas e de danças, cuja representatividade e valorização étnica e cultural eram os objetivos, também foram atividades das quais os alunos participaram nas escolas, bem como as rodas de conversas sobre o tema, promovidas em várias unidades, confecção de cartazes e exposições e até desfiles.

A boneca Abayomi

Para acalentar seus filhos durante as terríveis viagens a bordo dos tumbeiros – navio de pequeno porte que realizava o transporte de escravos entre África e Brasil – as mães africanas rasgavam retalhos de suas saias e a partir deles criavam pequenas bonecas, feitas de tranças ou nós, que serviam como amuleto de proteção. As bonecas, símbolo de resistência, ficaram conhecidas como Abayomi, termo que significa ‘Encontro precioso’, em Iorubá, uma das maiores etnias do continente africano cuja população habita parte da Nigéria, Benin, Togo e Costa do Marfim.

Sem costura alguma (apenas nós ou tranças), as bonecas não possuem demarcação de olho, nariz nem boca, isso para favorecer o reconhecimento das múltiplas etnias africanas.

Para saber mais, consulte: http://www.afreaka.com.br/

 

Funcionario
/* * VLibras */