Poder Executivo

Equipe da Vigilância em Saúde é reforçada no enfrentamento à Covid-19

Equipe da Vigilância em Saúde é reforçada no enfrentamento à Covid-19

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) vem se espalhando cada vez mais em todo país, sobrecarregando os serviços de saúde pública.

Diante desse quadro, servidores de diferentes áreas da saúde foram realocados para realizar o monitoramento dos casos suspeitos de Covid-19, bem como os de síndromes gripais. O trabalho da Vigilância em Saúde inclui ainda o acompanhamento dos casos de dengue e outras arboviroses (chikungunya, zika e febre amarela), bem como de demais doenças de notificação compulsória como sarampo e meningite.

Na sede da Vigilância em Saúde, no Centro, três servidores da equipe técnica do Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (NASF-AB) e dois médicos veterinários auxiliam no monitoramento dos isolamentos domiciliares dos casos suspeitos de síndrome gripal e Covid-19.

Além disso, dois profissionais do Centro Odontológico atuam no Pronto-Atendimento da Maranduba, ampliando a equipe de vigilância epidemiológica descentralizada no local.

Na Santa Casa, dois funcionários da Odontologia se somam a dois servidores da Vigilância em Saúde, reforçando assim a equipe de vigilância epidemiológica que atua nesse hospital.

Com apoio de outros dois funcionários do Centro Odontológico, a Vigilância em Saúde realiza também a Vigilância Epidemiológica no Pronto Atendimento 12 horas, que está funcionando na unidade Ciro Gomes, na entrada do Centro da cidade.

Outro reforço para a equipe da Vigilância em Saúde é de um motorista da Secretaria de Educação, que apoia o órgão na fiscalização do cumprimento tanto do decreto estadual quanto dos municipais em relação às medidas de isolamento social.

Já os fiscais da Vigilância Sanitária e Ambiental atuam em conjunto com os fiscais de postura da secretaria de Fazenda, bem como com a Guarda Civil Municipal, para monitorar, orientar e, se for o caso, autuar estabelecimentos que descumprem os decretos de enfrentamento ao Covid-19. Desde o dia 23 de março até o momento, a Vigilância Sanitária recebeu cerca de 150 denúncias desse tipo.

 

Funcionario