Poder Executivo

Ubatuba define propostas e elege delegados para conferência regional de Saúde

Ubatuba define propostas e elege delegados para conferência regional de Saúde

Um total de 127 pessoas entre delegados, equipe de apoio, população e convidados participou da 9ª Conferência Municipal de Saúde de Ubatuba, realizada no domingo, 7 de abril, no Teatro Municipal. A conferência elegeu oito pessoas, que levarão as propostas de Ubatuba para a etapa regional, a ser realizada em Santo Antônio do Pinhal, em 21 de maio, dos quais quatro representam usuários do SUS, dois trabalhadores do SUS e dois representando a gestão (gestores e prestadores de serviços).

O dia abriu com a cerimônia de boas vindas aos participantes. O chefe de gabinete, Eugênio Zwilbelberg, e a secretária de Saúde, Dilei Brito Nascimento, representaram a Prefeitura de Ubatuba, e Pedro Paulo Teixeira, a Fundart. Já Eliza Gomes Araújo falou como presidente do Conselho Municipal de Saúde (Comus).

Na sequência, Mariana Alves Melo, economista e assessora do Cosems – Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo, fez uma apresentação sobre o financiamento do SUS. À tarde, após um almoço coletivo organizado por voluntários, foram feitos debates em grupos de trabalho e, na plenária, eleição de delegados.

A secretaria de Saúde sistematizará o relatório final da conferência, que tirou propostas para os três eixos específicos:

I – Saúde como direito;

II – Consolidação dos princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) e reafirmar os princípios do SUS;

III – Financiamento adequado e suficiente para o SUS.

“O saldo desse processo é muito positivo. Priorizamos a participação popular, a garantia de representação dos diferentes segmentos, trabalhamos com a equidade e a inserção dos indígenas, respeitando suas características e suas necessidades”, destacou Francine Maia, diretora da Supervisão de Planejamento em Saúde de Ubatuba.

Além de oito etapas pré-regionais realizadas de Norte a Sul da cidade, o processo da conferência municipal de Saúde envolveu ainda uma pré-conferência diferenciada voltada para a população indígena. “Essa era uma reivindicação antiga deles que cumprimos. Buscamos acolhê-los da melhor forma possível”, afirma Maia.

“Ficamos muito gratos e felizes com os resultados. Foi um trabalho em equipe muito importante, uma construção coletiva muito boa, e agradecemos a todos que não mediram esforços em nos ajudar nesse processo”, finaliza a secretária da pasta, Dilei Brito de Nascimento, que agradeceu a participação de todos os voluntários da secretaria de Saúde e do Comus, bem como da empresa Seleta, além das equipes de Saúde da Família, Santa Casa e Faculdade de Enfermagem, que contribuíram na organização do almoço e dos cafés.

Funcionario