Poder Executivo

Dengue: Nova Avaliação de Densidade Larvária fica em 1,3% em Ubatuba

Dengue: Nova Avaliação de Densidade Larvária fica em 1,3% em Ubatuba

O setor de Controle de Endemias da Secretaria de Saúde de Ubatuba concluiu uma nova Avaliação de Densidade Larvária (ADL) no município que apontou taxa de 1,3% de infestação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, Zika, Chikungunya e febre amarela.

Os dados foram coletados durante o mês de outubro em 1.332 imóveis espalhados por toda a cidade. A nova ADL de 1,3% recoloca Ubatuba em estado de alerta. Para entender melhor, o Ministério da Saúde possui três classificações: até 1,0% o resultado é satisfatório; de 1,1% a 3,9% é estado de alerta; e acima de 4,0% é considerado alto risco para epidemia de doenças arboviroses.

Em 2022, o município já registrou ADL de 1,0% em agosto, de 3,3% em abril e de 0,9% no mês de janeiro. Uma nova Avaliação de Densidade Larvária deve ser divulgada no início de 2023.

A Secretaria Municipal de Saúde pede que a população redobre os cuidados com a eliminação de criadouros do mosquito, mantendo a limpeza frequente dos imóveis e caixas d’água, não deixando água parada em pneus, vasos de plantas, garrafas ou outros recipientes que possam permitir a reprodução do mosquito.

Boletim de Arboviroses

De acordo com o Boletim Informativo de Arboviroses de Ubatuba, divulgado nesta segunda-feira (7), o município contabiliza 166 casos de dengue e outros seis de Chikungunya.

/* * VLibras */