Campanha contra a febre amarela em Ubatuba continua

Campanha contra a febre amarela em Ubatuba continua

As equipes da secretaria de Saúde de Ubatuba intensificam a vacinação porta a porta contra a febre amarela e pelo combate ao mosquito Aedes aegypti. A campanha de vacinação fracionada continuará até que seja cumprida a meta de cobertura de 95% da população, que corresponde a um total de 85,5 mil habitantes.

Até o sábado, 17, um total de 21.359 pessoas já tinham sido imunizadas no município. Somadas às vacinas aplicadas nos anos anteriores à campanha, já há cerca de 40 mil pessoas imunizadas em Ubatuba.

Além de disponível em 25 unidades de saúde, a vacinação está sendo feita também de casa a casa, em mutirões combinados com as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da febre amarela em meio urbano, e também da dengue, zika e chikungunya. Confira a lista completa de postos que oferecem a vacina e horários de abertura. Uma tenda fixa no Calçadão do Centro também realiza a vacinação da população diariamente, das 8 às 17 horas.

“A febre amarela pode matar e já está circulando em cidades próximas a Ubatuba, como Angra dos Reis, Parati e Taubaté. A melhor forma de prevenção é a vacina”, destaca o secretário de Saúde, Roberto Tamura.

Confira onde acontecerão os próximos mutirões volantes

Quinta-feira, 22/fev

Região do Perequê-Mirim: Funhandado, Poço Fundo, Pedra Verde e Morro da Mangueira

Sexta-feira, 23/fev

Região do Perequê-Mirim: Jacatirão, Morro da Judite, parte baixa. Atenção: o mutirão na praia Sete Fontes, Flamengo e Flamenguinho teve que ser remarcado para nova data, a ser divulgada em breve.

Sábado, 24/fev – Vacinação volante e fixa

– Equipes volantes na Região Oeste: Condomínio e Parque dos Ministérios, Emaús, Jardim Ipiranga e Vale do Sol, Ipiranguinha, Mato Dentro, Marafunda, Bela Vista, Jardim Samambaia, Jardim Carolina, Monte Valério e Ressaca

– Equipes fixas: Tenda no Calçadão do Centro e unidades de saúde do Ipiranguinha, Marafunda e Estufa II. Atenção: em função das fortes chuvas da noite de 22/23 de fevereiro que deixaram a região do Itaguá alagada, a vacinação nesta área será remarcada para nova data a ser divulgada em breve.

Segunda, 26/fev

Região da Enseada, Saco da Ribeira e Perequê-Mirim

Praia da Enseada, Morro do Ceará, praia Santa Rita, comércio na marginal da rodovia e praia do Lamberto

Contágio, sintomas da doença e prevenção

A febre amarela silvestre é transmitida pelo mosquito Haemagogus e Sabethes, quando pica macacos contaminados com o vírus. No meio urbano, ela é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Por isso, é importante eliminar seus criadouros.

Fique atento caso apresente os seguintes sintomas:

– Febre alta

– Dores na cabeça e no corpo

– Náuseas e vômitos

– Icterícia (olhos e pele amarelados)

Os sintomas aparecem de 3 a 6 dias após o momento da infecção e, caso apareçam, procure a unidade de saúde mais próxima e informe sobre qualquer viagem realizada para área rural, silvestre ou de mata nos últimos 15 dias.

Não há tratamento específico para a febre amarela, apenas para os sintomas. É importante que o paciente seja observado de perto, permaneça em repouso e, se necessário, faça a reposição de líquidos e de perdas sanguíneas que eventualmente aconteçam.

Atenção: caso note o desaparecimento de macacos ou encontre macacos mortos, notifique imediatamente a Vigilância em Saúde pelo telefone: (12) 3832-6810