Poder Executivo

Período de chuvas exige cuidados redobrados contra a dengue

Período de chuvas exige cuidados redobrados contra a dengue

Com a aproximação do verão e o início do período de chuvas é preciso redobrar os cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, Zika e chikungunya. A atenção é necessária porque a fêmea do mosquito procura locais quentes e úmidos para a eclosão dos ovos.

A melhor forma de prevenção é eliminar água parada que pode se tornar criadouros do mosquito. Em 2021, Ubatuba registrou até o momento 424 casos confirmados de dengue e outros 66 exames ainda aguardam resultado. Em balanço divulgado pela Vigilância Epidemiológica do município na última segunda-feira, dia 13, a maior incidência de casos de dengue aconteceu nos meses de março e abril, com a região central e o bairro do Ipiranguinha registrando o maior número de confirmações da doença.

De acordo ainda com a Vigilância, o município não registrou casos de Chikungunya e febre amarela, mas dois casos suspeitos de Zika ainda aguardam resultados de exames, sendo um morador do Centro e outro do bairro do Corcovado.

Para evitar a propagação da dengue é importante manter a limpeza frequente dos imóveis e caixas d’água, não deixando água parada em pneus, vasos de plantas, garrafas ou outros recipientes que possam permitir a reprodução do mosquito. Como prevenção, intensificar o uso de repelentes e optar por roupas que minimizem a exposição da pele são medidas que evitam a picada do mosquito transmissor.

Em casos de suspeita da dengue, que incluem sintomas como febre alta, dores musculares intensas, dor de cabeça e ao movimentar os olhos, mal-estar, falta de apetite e manchas vermelhas no corpo, é fundamental procurar uma unidade de saúde para o correto diagnóstico.

/* * VLibras */