Poder Executivo

Wesley Dantas e Luana Coutinho são campeões do Ubatuba Pro Surf 2015

Wesley Dantas e Luana Coutinho são campeões do Ubatuba Pro Surf 2015

Wesley Dantas e Luana Coutinho são campeões do circuito Ubatuba Pro Surf 2015, encerrado na tarde deste domingo na Vermelha do Centro.

Irmão mais novo do top Guigui Dantas e da bicampeã brasileira, Suelen Naraisa, o garoto de apenas 17 anos conquistou seu primeiro circuito profissional.

Já Coutinho faturou seu quarto caneco do circuito, que tem 38 anos de história, é considerado o maior do mundo, conta com 14 categorias e mais de 200 atletas de todas as idades.

Masculino Profissional

Na Masculino Profissional, Wesley Dantas, líder do ranking, entrou para a bateria decisiva contra Phillipe Chagas já consagrado campeão do circuito.

Na primeira bateria das semifinais, Dantas venceu Geovane Ferreira, segundo colocado do ranking. No segundo confronto, Lucas Santos, terceiro colocado do ranking, perdeu e o título foi automaticamente para as prateleiras da casa de Guigui Dantas e Suelen Naraisa, na Itamambuca.

Na bateria decisiva, Wesley mostrou o porquê venceu o circuito. Antes da metade do confronto, colocou Chagas em combinação. E as condições estavam bem difíceis, com ondas entre meio e 1 metro, balançadas e prejudicadas pela ação do vento leste moderado.

Chagas bem que tentou e encontrou uma ou outra. Todas insuficientes para tirá-lo da combinação e Dantas saiu da água no ombro dos amigos, ovacionado pela galera. “Muito importante ganhar esse evento no começo da minha carreira de profissional. O circuito é de alto nível e evoluiu o surf de qualquer atleta. Estou muito feliz com essa conquista”, comemorou Dantas.

Feminino Profissional

A fina flor do surf de competição ubatubense disputou a bateria decisiva da categoria Feminino Profissional da última etapa do Ubatuba Pro Surf 2015: Luana Coutinho, Açucena Vaz, Suelen Naraisa e Camila Cassia.

Terceira colocada no ranking, Camila dominou o confronto. Açucena e Suelen correram por fora. A líder do ranking, Luana Coutinho, não se encontrou. No fim, Cassia administrou a vantagem conquistada no começo do confronto e ficou com o título. Açucena mandou muito bem, mas terminou na segunda colocação. Suelen ficou em terceiro e Luana em quarto lugar.

Com os resultados desta última etapa, a campeão do circuito é Luana Coutinho, vencedora das duas primeiras etapas e detentora de uma nota dez nas semifinais. “Corro esse circuito há 15 anos e é meu quarto título. Estou muito feliz, quero parabenizar as meninas e os organizadores. Infelizmente, não repeti a boa performance das semis na decisão. Mesmo assim acabei levando”, disse Luana.

Petit

A primeira final do dia reuniu quatro promissores atletas no outside da Vermelha do Centro: Gabriel de Souza, Leonardo Costa, Guilhermes Fernandes e Ryan Miranda. Líder do ranking, Gabriel, 10 anos, confirmou o favoritismo e levantou seu primeiro caneco do Ubatuba Pro Surf ao apresentar um surf de gente grande.

Fabio Nunes, seu pai, conta que o ano foi muito bom para o garoto. “Ele ganhou o campeonato do Medina em Maresias, ganhou um importante evento da nova geração em Santa Catarina e de quebra, se deu bem em outro grande evento no Rio”, comentou Nunes. “Finalmente ganhei o Ubatuba Pro. Queria muito esse título, muito mesmo. Estou super feliz”, disse o garoto, nitidamente emocionado.

Iniciantes

A segunda final do dia foi incrível. Mateus Pires, Julio Cesar, Daniel Adiska e Diego Aguiar impressionaram. É muito surf para pouca idade e Adisaka garantiu a vitória com uma nota 10 unânime. “Pedi para Deus aquela onda e ela veio. Mandei as manobras e fiz o dez. Estou muito amarradão em garantir os dois títulos”, comemorou Daniel, campeão da etapa e do circuito.

Feminino Iniciantes

As pequenas da Feminino Iniciantes fizeram a terceira final do dia e Maria Isabel fez a festa ao conquistar o título. Maria Luiza Pereira ficou com o vice-campeonato, Naire Marques na terceira posição e Iris Freire em quarto.

Estreantes

Em um ano ímpar para sua breve e vitoriosa carreira,  Diego Aguiar ficou com mais um título. Neste ano, o prodígio ubatubense, que vem de uma família de excelentes surfistas, faturou nada menos que o título brasileiro e o título paulista da sua categoria.

Didi, como é carinhosamente conhecido na cidade, já é tetracampeão do Ubatuba Pro Surf, com dois canecos na Petit e dois na Estreantes. “Foi um ano irado. Ano que vem quero mais. Quero viajar, quero competir e evoluir. Vou com tudo”, prometeu. O vice-campeonato ficou com Guilherme Fernandes, Lucio Rosário terminou em terceiro e Lucas Pereira em quarto.

Mirim

A final da categoria Mirim foi de arrepiar, com notas computadas depois da sirene soar. Irmão do top Saulo Junior, Gabriel Ramos garantiu o título da etapa e Guilherme Villas Boas foi o vice-campeão. Rubens Ferreira foi o terceiro e Vinicius Mabel o quarto.

Com dois vice-campeonatos e o título na etapa de Itamambuca, Villas Boas termina a temporada com o bicampeonato do circuito. “Muito legal ser bicampeão do circuito na mesma categoria. Poucos conseguiram isso”, destaca Guilherme. “Agradeço ao Fabinho Lima, meu técnico, à minha família e aos amigos pelo apoio. Ano que vem vou atrás dos títulos Pro Junior”, mandou o atleta de 15 anos.

Masculino Open 18 Up

Líder do ranking, Joelson Lima foi para o ataque e garantiu o caneco da etapa e do circuito ao derrotar Jeferson Guedes, vice-campeão, Fabio Alves, terceiro colocado e Alef Araújo, o quarto, na bateria decisiva.

Atleta da primeira geração da escola municipal, que completou 20 anos em 2015, Lima comemora a volta aos circuitos e aos pódios. “Agradeço meus amigos e a galera local. Temos um grupo no Waths’Up e um incentiva o outro. Somos bem unidos e isso é muito maneiro. Fico feliz em voltar a competir e a vencer”, declarou Joelson.

Junior

Uma batalha de jovens titãs marcou a finalíssima da categoria Junior. Gabriel Medeiros, Raul Reis, Maruan Farah e João Silva deram um verdadeiro show de surf para a galera que compareceu em peso na Vermelinha.

Raul Reis levou a etapa. Gabriel Medeiros, vice-campeão, levou o caneco do ano. Maruan Farah ficou em terceiro, João Silva em quarto. “Fui campeão Mirim em 2013 e ano passado não consegui vencer. Fico feliz em voltar ao topo e numa categoria acima. Ano que vem pretendo correr eventos Pro Junior aqui pela América Latina”, comentou Medeiros.

Long Open

Na Long Open, Fabio Alves conquistou o caneco da etapa e de quebra levou o caneco do circuito ao faturar o segundo evento da temporada. Na bateria decisiva, ele derrotou Augusto Olinto (vice-campeão), Alef Araújo (terceiro) e Matheus Santos (quarto).

Gran Master

Na Gran Master, que reúne atletas com mais de 40 anos, grandes nomes do surf local disputaram a bateria decisiva. No fim, se deram bem Alexandre Moliterno, campeão da etapa, e Isaias Silva, vice-campeão da etapa e campeão do circuito. Os legends Tadeu Pereira e Cristiano Rebert ficaram em terceiro e quarto lugares, respectivamente.

Long Kahuna

Na Long Kahuna, Carlinhos Roberto faturou mais um título da etapa e da temporada. Gustavo Calice finalizou na segunda colocação, Alfredinho Correa em terceiro e Carlos Pereira foi o quarto.

Gran Kahuna

Presidente da AUS, Carlinhos Roberto quebrou e com uma bateria final impecável, sagrou-se campeão de mais uma etapa na categoria. Mauricio Eras terminou a etapa com o vice-campeonato. Ernesto Nene foi terceiro e Gaúcho o quarto.

Com o fim da temporada, Carlinhos, o mais querido legend ubatubense, termina o ano invicto, com três vitórias em três etapas, e também é campeão do circuito.

Sup Wave

Na categoria novidade do circuito, Rodrigo Tremembé não deu mole para os adversários, garantiu mais uma etapa para seu currículo e o título de primeiro campeão Sup Wave do Ubatuba Pro Surf.  Alef Araújo finalizou na segunda posição, Carlinhos Roberto na terceira e o pequeno Kauan Terra na quarta.

“Esse título vai para minha mãe, que está lá no céu olhando por mim”, dedicou Rodrigo. “O nível do evento está muito alto, os moleques surfando muito e para vencer tem que arriscar. Parabenizo a AUS pela organização e pela evolução do circuito”, completou Tremembé.

Confira a galeria de fotos do evento e o ranking completo da temporada em nossas próximas reportagens.

Resultados da III Etapa do Ubatuba Pro Surf 2015

Masculino Profissional

1 Wesley Dantas

2 Phillipe Chagas

3 Lucas Santos

3 Geovane Ferreira

Feminino Profissional

1Camila Cassia

2 Acucena Vaz

3 Suelen Naraisa

4 Luana Coutinho

Petit

1 Gabriel de Souza

2 Guilherme Fernandes

3 Ryan Miranda

4 Leonardo Costa

Iniciantes

1 Daniel Adisaka

2 Diego Aguiar

3 Julio Cesar Mesquita

4 Mateus Pires

Feminino Iniciantes

1 Maria Isabel

2 Maria Luiza Pereira

3 Naire Marques

4 Iris Freire

Estreantes

1 Diego Aguiar

2 Guilherme Fernandes

3 Lucio Rosário

4 Lucas Pereira

Mirim

1 Gabriel Ramos

2 Guilherme Villas Boas

3 Rubens Ferreira

4 Vinicius Mabel

Masculino 18 Up

1 Joelson Lima

2 Jeferson Guedes

3 Fabio Alves

4 Patrick Romann

Long Open

1 Fabio Alves

2 Augusto Olinto

3 Alef Araújo

4 Matheus Santos

Gran Master

1 Alexandre Moliterno

2 Isaias Silva

3 Tadeu Pereira

4 Cristiano Rebert

Long Kahuna

1 Carlinhos Roberto

2 Gustavo Calice

3 Alfredinho Correa

4 Carlos Pereira

Gran Kahuna

1 Carlinhos Roberto

2 Mauricio Eras

3 Ernesto Nene

4 Gaúcho

Sup Wave

1 Rodrigo Tremembé

2 Alef Araújo

3 Carlinhos Roberto

4 Kauan Terra

A Prefeitura Municipal de Ubatuba apresenta o Circuito Municipal Ubatuba Pro Surf 2015. Patrocínio:  Atmosfera Incorporadora. Copatrocínio: Orgânico Juno Brasil e Ubatuba Praia Grande Hotel. Apoio: Aciu, Itamambuca Eco Resort, Perfect Waves, Brother Açaí, Updrop, Litoral Filtros, Rikwill, Casa Mais (Perequê-Mirim), Federal Art, Hotel São Charbel e Wizard Idiomas. Colaboração: Empório Cerealista, The Flake, Boteco Sardinha, Fibra Surf, Portal SurfCam e Convention Bureau. Supervisão: Federação Paulista de Surf. Arte: Uirá Martins.

Funcionario
/* * VLibras */