Poder Executivo

Mutirão de combate ao Aedes aegypti no Perequê-Mirim vistoria mais de 1.200 imóveis

Mutirão de combate ao Aedes aegypti no Perequê-Mirim vistoria mais de 1.200 imóveis

O bairro do Perequê-Mirim foi o foco do mutirão de combate a criadouros do mosquito Aedes aegypti realizado no sábado, 25 de março. A iniciativa contou com a participação de um total de 60 pessoas entre agentes de controle de endemias e agentes comunitários de saúde, além de 15 servidores cedidos pela secretaria de Serviços de Infraestrutura Pública e dois agentes da Superintendência de Controle de Endemias (Sucen).

Um total de 1.233 imóveis foram vistoriados no bairro e cerca de meia tonelada de criadouros foram recolhidos. Os agentes também distribuíram panfletos de informação e orientaram moradores, turistas e comerciantes sobre a importância de embalar e descartar corretamente o lixo.

“A colaboração da população é essencial na manutenção de terrenos baldios e públicos. Assim como em outros bairros, há muitos pontos de descarte de lixo como garrafas, lonas, plásticos e restos de material de construção que se convertem em verdadeiros criadouros para o mosquito”, destaca Jorge Ribeiro, coordenador de Vigilância em Saúde.

A ação contou com o envolvimento da Escola Estadual Florentina Martins Sanchez, ponto de encontro dos agentes da saúde, bem como das entidades Conselho dos Bairros de Ubatuba (Cobacen) e Ubatuba em Foco, e o apoio das empresas Sanepav e Verdebus.

Como parte da mobilização e sensibilização dos moradores da região, atividades pedagógicas foram realizadas ao longo da semana passada nas escolas do bairro: EM Profª  Maria da Cruz Barreto, EMEI Judith Cabral dos Santos e centro de educação infantil (CEI) do Perequê-Mirim, além da Escola Estadual Florentina Martins Sanchez e de palestra feita pela Vigilância em Saúde com os alunos de terceiro ano do ensino médio da Escola Estadual Semiramis Prado de Oliveira, no Saco da Ribeira.

 Mutirões no Perequê-Açu e Ipiranguinha

Simultaneamente às ações no Perequê-Mirim, mutirões de eliminação de criadouros também aconteceram no sábado nos bairros do Perequê-Açu (14 agentes e 319 imóveis visitados) e Ipiranguinha (24 agentes e 632 imóveis visitados).  As ações nesses bairros vêm acontecendo regularmente a cada 15 dias desde janeiro.

 

Funcionario
/* * VLibras */