Poder Executivo

Chuvas em Ubatuba: Confira as condições atualizadas neste sábado (2)

Chuvas em Ubatuba: Confira as condições atualizadas neste sábado (2)

Atualizado às 16h30 deste sábado 

Desalojados:

O registro é de 13 famílias na EM Padre Anchieta, sendo 19 adultos  e 19 crianças.

As equipes da Defesa Civil irão vistoriar as ruas do Parque Guarani, verificando as condições do local para liberar as famílias a retornarem para suas casas. Entretanto, a orientação é que elas permaneçam no local ainda durante este sábado,  aguardando as precipitações pararem.

Na região Norte, cerca de 25 pessoas estão abrigadas na Escola Municipal Iberê Ananias Pimentel, na Picinguaba. A prefeita Flavia Pascoal esteve pessoalmente nesta manhã no bairro levando cestas básicas, colchões, velas e água para a população desalojada.

Ressaca Marítima

A Defesa Civil também emitiu alerta de ressaca marítima neste final de semana, com ondas que podem chegar a 2,5 metros – entre Ilhabela (SP) e Arraial do Cabo (RJ). Diante deste cenário, recomenda-se evitar qualquer prática esportiva no mar – como surfe, por exemplo.

 

———————————————————————————– //

Atualizado na manhã deste sábado 

Após mais de 24 horas ininterruptas de chuvas em Ubatuba desde a tarde de quinta-feira, 31, a situação começa a se estabilizar na manhã deste sábado, 2. Muitas ocorrências foram registradas na cidade, como alagamentos, deslizamento de massa, queda de árvores e interdição de trechos de vias, principalmente a Rodovia Rio Santos. A BR 101 segue totalmente  interditada no km1+200 e com tráfego fluindo parcialmente nos demais pontos onde foram registradas ocorrências; no km 34 houve ruptura de uma faixa e o tráfego segue parcial com sistema pare e siga.

A estrada da Almada está sinalizada, pois um trecho da pista também foi danificado; uma equipe da Defesa Civil segue em vistoria pelo local.

De acordo com o diretor de Gestão da Defesa Civil de Ubatuba, Ricardo Domingos Gil, a chuva ainda continua principalmente na região Norte mas a tendência é que vá perdendo força. A Defesa Civil trabalha nos desdobramentos das demandas  de sexta-feira,1, e não houve nenhuma ocorrência nova, somente os deslizamentos de terra devido ao solo encharcado.

 

Desalojados:

O registro é de 13 famílias na EM Padre Anchieta, sendo 19 adultos  e 19 crianças.

As equipes da Defesa Civil irão vistoriar as ruas do Parque Guarani, verificando as condições do local para liberar as famílias a retornarem para suas casas. Entretanto, a orientação é que elas permaneçam no local ainda durante este sábado,  aguardando as precipitações pararem.

Na região Norte, cerca de 25 pessoas estão abrigadas na Escola Municipal Iberê Ananias Pimentel, na Picinguaba. A prefeita Flavia Pascoal esteve pessoalmente nesta manhã no bairro levando cestas básicas, colchões, velas e água para a população desalojada.

 

Informações atualizadas às 16h deste sábado

Estradas:

km 1+200: Deslizamento de barreira – Interdição total

km 2+500: Deslizamento de barreira – Tráfego flui parcialmente

km 3+100: Deslizamento de barreira – Tráfego flui parcialmente

km 6+500: Deslizamento de barreira – Tráfego flui parcialmente

km 7+100: Deslizamento de barreira – Tráfego flui parcialmente

km 34: Ruptura de uma faixa – Tráfego flui parcialmente (PARE E SIGA)

 

Acumulado de chuvas em 72 horas:

Ubatuba (Poruba): 417mm

Ubatuba (Itamambuca): 411mm

Ubatuba (Centro 2): 310mm

Ubatuba (Centro): 279mm

Ubatuba (Estufa Ii): 279mm

Ubatuba (Perequê-mirim): 251mm

Ubatuba (Praia Do Lazaro): 240mm

Ubatuba (Tenório): 240mm

Ubatuba (Marafunda): 223mm

Ubatuba (Rio Grande): 208mm

Ubatuba (Praia Dura): 206mm

Ubatuba (Figueira): 192mm

Ubatuba (Almada): 189mm

São Sebastião (Barra Do Una): 185mm

Ubatuba (Parque Dos Ministérios): 182mm

Ubatuba (Lagoinha): 178mm

Ubatuba (Maranduba): 144mm

Ubatuba (Araribá): 120mm

 

Atualização dos sistemas de água e esgoto:

Sistemas de produção de água foram afetados devido as condições das captações chegando a parar a produção porém reservatórios mantiveram o abastecimento e já se encontram em recuperação.

Sistema de esgotamento sanitário afogado devido excesso de águas pluviais nas redes. Sistemas de bombeamento e tratamento operando normalmente e em monitoramento.

Cidade com diversos pontos de alagamento, algumas ocorrências de falta de energia que foram sendo atendidas ao longo de sábado,1.

Falta de água na Barra Seca, comunidade atendida por uma rede que atravessa o Rio Indaiá que com a chuva forte alterou a sua “barra” e danificou a tubulação. Devido às condições inadequadas (chuva e maré alta) ainda não foi possível providenciar o reparo da tubulação. Está sendo disponibilizado abastecimento com carro tanque.

Informações atualizadas às 10h44

 

———————————————————————————– //

Informações de sexta-feira, 1

A chuva continua em Ubatuba e a Defesa Civil trabalha para atualizar os índices pluviométricos e intensificar o monitoramento nas áreas de risco.

A última conferência dos pluviômetros foi feita às 19h40 desta sexta-feira, dia 1º. Em 48 horas de chuva, em algumas regiões, os índices ultrapassam os 300 mm, como em Itamambuca e Puruba.

Confira os números por região:

Norte

– Puruba: 368 mm

– Itamambuca: 357 mm

Região Central

– Av. Rio Grande do Sul: 272 mm

– Rua Conceição: 245 mm

– Estufa: 247 mm

– Tenório: 206 mm

Região Oeste

– Rio Grande: 180 mm

– Marafunda: 197 mm

– Parque dos Ministério: 154 mm

– Figueira: 153 mm

Região Centro-Sul

– Perequê-Mirim: 207 mm

– Lázaro: 185 mm

– Praia Dura: 167 mm

Região Sul

– Lagoinha: 135 mm

– Maranduba: 121 mm

– Sertão da Quina: 110 mm

– Araribá: 100 mm

 

Informações atualizadas às 20h15

Estradas:

De acordo com a CCR, concessionária responsável pela Rodovia Rio-Santos, durante a madrugada e manhã desta sexta-feira, 1 equipes de conservação da concessionária atuam no trecho da BR-101, para minimizar os incidentes causados pela chuva que atingem a região.

A situação mais crítica está no km 32, em Ubatuba, onde parte da pista rompeu e interdita o tráfego nos dois sentidos.

No km 34 está funcionando o sistema ‘pare e siga’, com interdição parcial da pista.

O local está sinalizado pela Polícia Rodoviária Federal. Equipes da concessionária estão no local avaliando a situação e as medidas que serão aplicadas para a normalização do trecho.

O tráfego de veículos no km 7 da BR-101, próximo à praia de Picinguaba, em Ubatuba (SP),também  está interditado, devido à queda de rochas e lama na pista.

Equipes da concessionária estão a caminho para iniciar os trabalhos de remoção das rochas e limpeza do local para a normalização do tráfego.

 

Informações atualizadas às 16h30

Desalojados:

Há 12 famílias desalojadas, sendo 18 adultos e 17 crianças. Todos estão acolhidos na EM Padre José de Anchieta, que fica na região central do município. Os registros mostram que 10 famílias são moradoras do Parque Guarani, na região central; uma do bairro Estufa I; e outra família moradora do Bela Vista.

Informações atualizadas às 18h10

Estradas:

A CCR RioSP informa que devido às fortes chuvas que atingem o trecho da BR-101, entre Ubatuba (SP) e a cidade do Rio de Janeiro, desde ontem, 31, foram registradas, até o momento, pelo menos 20 ocorrências, entre quedas de árvores, de barreira e de rocha, além de uma ruptura de uma faixa da pista que ocorreu no km 32, em Ubatuba, que provocam interdição total ou parcial nos dois sentidos da pista.

As equipes da Concessionária estão empenhadas e trabalham nos locais das ocorrências para minimizar os impactos no tráfego.

 

Informações atualizadas às 10h33

Abastecimento de água:

A Sabesp informa que as fortes chuvas que têm atingido a região nos últimos dias vêm comprometendo gradativamente a distribuição de água uma vez o que sistemas de abastecimento necessitam de energia elétrica para bombeamento da água à população.

Apesar do cenário atual, até o momento a Companhia está abastecendo as quatro cidades do Litoral Norte, por meio de ações operacionais.

A Sabesp está trabalhando em regime de contingência para manter as unidades em operação, abastecer os geradores, chegar até as unidades e com equipes de plantão 24 horas, que têm se desdobrado para manter os sistemas em operação. Por isso, é ainda mais importante o uso racional da água, lembrando que imóveis sem reservação própria (caixa-d’ água) poderão sofrer desabastecimento ou mesmo queda de pressão.

A Companhia está à disposição da população por meio da Central de Atendimento, que funciona 24 horas pelo telefone 0800 055 0195. A ligação é gratuita.

 

Informações atualizadas às 11h53

/* * VLibras */