Poder Executivo

IBGE prorroga pesquisa domiciliar para até novembro em Ubatuba

IBGE prorroga pesquisa domiciliar para até novembro em Ubatuba

O período de pesquisa domiciliar para o Censo 2022, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foi prorrogado em Ubatuba para até o final do mês de novembro. O prazo para a coleta das informações de casa em casa estava programado para ser finalizado no próximo dia 31 de outubro, mas os trabalhos não serão concluídos a tempo.

De acordo com as equipes do IBGE, longos períodos de chuva, ausência de moradores nas residências e até mesmo a recusa de alguns munícipes em responder ao questionário resultaram na extensão do prazo.

A coordenadora regional do IBGE para Ubatuba e Caraguatatuba, Isa Eugênia Silva, ressalta que a colaboração da população é essencial para a conclusão do Censo. “Nossos recenseadores continuarão as visitas domiciliares, incluindo trabalhos aos sábados, domingos e feriados, com atuação até as 19h. Nas casas fechadas, com moradores ausentes, nossos profissionais deixam um número de telefone de contato que pode ser usado para agendar visitas com horário marcado, conforme a disponibilidade dos moradores. Pedimos a todos que nos ajudem nesse processo, que os dados são seguros e importantes para o município”, enfatizou a coordenadora.

Ubatuba conta com 416 setores para serem recenseados, sendo que cada setor tem cerca de 300 domicílios. Até o início de outubro, segundo dados apresentados durante a Reunião de Planejamento e Acompanhamento do Censo Demográfico 2022 (REPAC), o município já contava com quase 40 mil domicílios visitados.

O Censo do IBGE é a única pesquisa domiciliar realizada em todos os 5.570 municípios do país, com o objetivo de oferecer um retrato da população brasileira, das condições domiciliares e características socioeconômicas. Os dados são essenciais para a elaboração de políticas públicas.

No município, 93 recenseadores realizam o trabalho de campo, visitando todos os bairros da cidade, inclusive aldeias indígenas e comunidades quilombolas. Os profissionais estão uniformizados, de colete, boné e crachá. No colete de todos há o telefone 0800 721 8181 e o morador que não se sentir seguro com a abordagem pode ligar e se certificar que a pessoa é mesmo um recenseador do IBGE. No crachá também existe um QR Code que ajuda na identificação.

Foto: IBGE

/* * VLibras */